sexta-feira, 29 de maio de 2015

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Workshops solidários

O nosso workshop de maquilhagem solidário teve lugar no passado domingo e foi bem sucedido. As participantes saíram de lá todas bonitas e, certamente, mais esclarecidas! Deixo-vos com algumas fotos.














Agora vamos ter um dia 13 de Junho, sábado, de bolachas decoradas. Temos tido uma grande adesão de pessoas dispostas a ajudar e com as quais vamos contar para este próximo workshop!



Desafio 25 dias, 25 músicas #17

Uma música que me faz dançar
Ay ay ay - El Chevo



sexta-feira, 22 de maio de 2015

Desafio 25 dias, 25 músicas #17

Uma música que me faz chorar
Diogo Piçarra - Volta




Uma música bonita... mas muito triste. Conheci-a no ano passado, quando morreu um rapaz no Allegro de Setúbal, que era familiar de alguém que me é próximo.

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Desafio 25 dias, 25 músicas #15

Uma música que adoro cantar
Brave - Sara Bareilles




Uma música que nos incentiva a ser fortes, a não ter vergonha de nós próprios, a ter força para fazermos o que gostamos, lutarmos pelo que queremos. Adoro o vídeo!

Séries viciantes #2 \\ The Flash



Sinopse:
A série é baseada no personagem Flash da DC Comics. É uma serie situada no mesmo universo fictício de Arrow. Após testemunhar o estranho assassinato de sua mãe e a injusta acusação de seu pai pelo crime, Barry Allen fica sob os cuidados do detetive Joe West e sua filha Iris West. Allen se torna brilhante, mas socialmente um perito desconhecido trabalhando para o Departamento de Polícia de Central City. Sua obsessão por seu trágico passado faz com que ele fique separado das demais pessoas ao seu redor; ele investiga ocorrências paranormais, e avanços científicos que podem dar uma luz no caso do assassinato da sua mãe. Ninguém acredita na sua descrição do crime — uma bola de raio com o rosto de um homem invade sua casa naquela noite e mata sua mãe — e Allen é forçado à procurar por si mesmo pistas que limpem o nome de seu pai. 14 depois da morte de sua mãe, um mal funcionamento no avançado Acelerador de Partículas, durante sua apresentação ao público, banha a cidade com uma forma de radiação previamente desconhecida durante uma tempestade. Barry é atingido por um raio e banhado em produtos químicos no seu laboratório. Acordando depois de um coma de nove meses, ele descobre que tem a habilidade de se mover mais rápido que qualquer ser humano. O Dr. Harrison Wells, criador responsável pela falha do Acelerador de Partículas, descreve a natureza especial de Barry como um "meta-humano"; Barry, mais tarde, descobre que ele não é o único que mudou com a radiação. Ele promete usar seus poderes para proteger Central City dos riscos criminais dos meta-humanos. E então, associado a alguns amigos próximos que guardam seu segredo, adquire uma nova personalidade conhecida como Flash.

Flash & Caitlin

Flash & Jesse

Flash & Savitar

Leonard Snart

Flash & Savitar

Flash & Kid Flash

Opinião:
Este spin-off de Arrow é quase tão viciante como a própria série. Este super-herói é, no entanto, muito diferente, é uma personagem sensível, trapalhona e cómica. Como em Arrow, revela-nos as dificuldades de ter uma vida dupla e o que implica esconder isso do mundo. Paralelamente à vida do Flash, está a vida do Barry, o homem por detrás da máscara, os seus problemas pessoais, o seu passado, que o persegue actualmente. Ainda estou no início da série, mas do que vi até agora, gostei! Tal como na série mãe, há toda uma série de acontecimentos que se revelam interligados, situações presentes que explicam algumas do passado. É uma série curiosa e ainda com muito por revelar!

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Desafio 25 dias, 25 músicas #14

Uma música que me lembra o meu namorado
La La La - Naughty Boy ft. Sam Smith




Cá por motivos só nossos!

Desafio 25 dias, 25 músicas #13

Uma música que me lembra um antigo amigo
Malchick Gay - t.A.t.U.




Ouvia muito t.A.t.U. há uns anos e esta música em particular lembra-me uma amiga (com quem, basicamente, perdi o contacto, mas que, na altura, me era próxima) da Guarda. Tenho pena que nos tenhamos afastado, como aconteceu com a maior parte dos amigos com quem me costumava dar, mas guardo boas memórias!

sábado, 16 de maio de 2015

Desafio 25 dias, 25 músicas #11

Uma música da banda sonora do meu filme favorito
Stop crying your heart out - Oasis, do filme "The Butterfly Effect"




Eu não tenho um filme favorito. Como não tenho música favorita, nem livro favorito. Sou incapaz de escolher entre tantos de que gosto. Portanto, para este desafio, escolhi filme do qual eu gostei imenso na altura em que o vi. E a música é gira.

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Feliz dia da família!


Estão a estudar as profissões na escolinha e ele escolheu ser médico. Tivemos que tirar uma foto para o trabalho. E eu preparei-o assim. Ele, claro, achou uma piada enorme à situação. Não é amoroso? Hoje foi o dia da família na escola e os pais passaram duas horas com eles, no dia-a-dia deles, a fazer actividades, pinturas, trabalhos manuais, desenhos... foi adorável. Ele adorou e eu também! Deu-me um abraço enorme, apertado quando eu saí de lá para vir para casa. Agora foi para casa dos avós paternos e eu já estou aqui cheia de saudades dele. Passo o tempo a dizer-lhe para lavar os dentes, vestir o pijama, arrumar o quarto... mas não vivo sem ele e a rotina desta casa não é a mesma quando o meu boneco cá não está. Amo-te, filho. Um amor assim incondicional, enorme, que faz o coração querer rebentar dentro do peito. Não existe nada, nada no mundo capaz de abafar um amor como este. És lindo, perfeito, a melhor coisa que fiz!

Zumba toning


Resolvi experimentar isto. Zumba com pesos nas mãos, algumas flexões e quejandos pelo meio. Têm a parte da dança, da zumba, que é sempre giro... e depois o resto. Acho que não há parte do corpo que não se trabalhe nesta modalidade. E a prova disso é que estou aqui toda partida. Ahah! Mas gostei, pretendo voltar e recomento vivamente.

Desta história do bullying

Sim, eu sou sempre a última a falar sobre as coisas. Quando já toda a gente disse tudo o que havia para dizer, ainda que já tenha visto o vídeo há vários dias, ainda que já tenha feito comentários sobre isso... até à data, não me tinha decidido a postar sobre o assunto: a agressão ao miúdo da Figueira da Foz. A minha primeira reacção quando vi o vídeo foi "Cabras de m*rda, era levarem o mesmo tratamento!". Bom... vamos lá a ver. Esta é a reacção a quente da maior parte das pessoas. Algumas acalmam-se, outras nem por isso. Por outro lado, muitas das ameaças feitas online, não passam disso, porque muitos são aqueles que, por trás de um monitor, são muito valentes e maus, mas nada mais. No entanto, algumas destas ameaças podem vir a concretizar-se e nós nunca sabemos o que passa na cabeça das pessoas. 

1º ponto: não acho que as miúdas levarem umas chapadas, socos e pontapés (como deram ao rapaz) resolva o assunto. O puto vai ficar traumatizado na mesma. E a coisa já aconteceu. Contudo, não posso dizer que não era merecido. Porque acho que era. E não me venham dizer que não tem jeito nenhum as pessoas estarem tão indignadas e acharem que elas também deviam levar, porque, convenhamos, se fosse filho vosso, seriam capazes de ser vocês próprios a espetar uns chapadões naquelas caras. Obviamente, no entanto, não era espancar as miúdas até à morte.

2º ponto: não entendo as pessoas que dizem que elas não deviam ser expostas e humilhadas ao ter o país inteiro a ver aquele vídeo. Porquê?! Acho mais que merecido serem expostas e envergonhadas, espero que se sintam mal e pensem duas vezes antes de ter outra atitude idiota como aquela.

3º ponto: acham que com psicólogos se resolve os problemas destas jovens? E não as podemos insultar e humilhar, coitadinhas, porque são jovens e têm problemas e ficam traumatizadas... e um dia que matem um, olha. Eram jovens, coitadas. Traumatizado terá ficado o rapaz em quem elas bateram!

4º ponto: a exposição e a humilhação pública podem levá-las ao suicídio? Opa, eu lamento pelos pais delas... mas ninguém pensou no que poderia acontecer ao puto a quem elas bateram. Certamente que teria mais motivos que elas para se suicidar. Ser vítima de bullying diariamente provoca graves danos psicológicos. Elas, por acaso, pensaram que ele poderia matar-se? Com certeza que não.

5º ponto: não acho correcto empurrarem o comportamento de m*rda destas gajinhas todo para os pais. Não os conhecemos, não sabemos que tipo de educação deram a estes adolescentes. Os pais não são responsáveis por tudo o que os filhos fazem. Chega a uma altura em que os filhos têm idade suficiente para escolher os seus próprios caminhos, independentemente de como foram ensinados.


Enfim, acho que deve haver um meio-termo. As miúdas não devem ser violadas, como já por aí vi dizerem, mas que devem ser castigadas e bem castigadas pela justiça, isso sim. Não acho que ser adolescente seja desculpa para fazer o que se quer!

Desafio 25 dias, 25 músicas #10

Uma música da minha banda favorita
Evanescence - Imaginary




Lá está. Evanescence forever!

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Desafio 25 dias, 25 músicas #9

Uma música que me deixa com esperança
Mika Mendes - Mágico



Esperança de um dia me conseguir casar! Foi ao som desta música fofinha que fui pedida em casamento.

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Desafio 25 dias, 25 músicas #8

Uma música que me lembra o meu "primeiro amor"
Amanda Perez - I pray



Um vídeo de 2007! Caramba, 8 anos... estou velha!

terça-feira, 12 de maio de 2015

Casa limpa, cabeça limpa!

Quando tenho a casa desarrumada, com coisas espalhadas, roupa amontoada no sofá ou numa cadeira, papéis por arrumar, enfim... fico rabugenta. Pensei que era só eu. Que era uma parvoíce. Até porque o namorido não entende. E nem o incomoda tanto como a mim. Dá-me imenso gozo ter a casa limpinha e arrumada, apesar do trabalho que isso dá. E enerva-me profundamente acabar de lavar o chão e logo a seguir começar a ver uma migalinha aqui, um pêlo ali, um cabelo acolá. Hoje, em conversa com a minha esteticista, percebi que não sou a única! Já não me sinto só. E ela diz que para o marido dela, tanto se lhe dá. Afinal, o nosso caso não é isolado. Porque ter a casa limpa é sinónimo de ter a mente descansada para mim. E para ela também, segundo me disse. Com vocês é igual?

Desafio 25 dias, 25 músicas #7

Uma música que me lembra o último verão
Sia - Chandelier




Ainda passa muito na rádio, mas no verão passado, isto era A música do momento. Gosto!

segunda-feira, 11 de maio de 2015

Desafio 25 dias, 25 músicas #6

Uma música que me lembra um grande amigo
Evanescence - Bring me to life




Acho que irei sempre associar esta música à minha melhor amiga, companheira de tantas aventuras, colega de escola, madrinha do meu filho, a pessoa que está comigo no projecto da Luta Por Um Sorriso, a minha amiga mais antiga e a pessoa que está presente em tudo. Nos tempos de escola, ambas tínhamos uma GRANDE preferência por esta banda e por esta mulher, Amy Lee. Uns anos depois, amainou a loucura, mas o gosto continua cá, de ambas as partes. E esta música foi a primeira, a que causou mais impacto, a que cantámos (e gravámos!) em cima de uma cama com frascos a fazer de microfones na Guarda e a que cantámos tantas vezes em karaoke.

sábado, 9 de maio de 2015

Desafio 25 dias, 25 músicas #5

Uma música que me fica frequentemente na cabeça
Crazy in love - Beyoncé, Sofia Karlberg cover (versão 50 shades of Grey)




Acho esta música tão sexy!

sexta-feira, 8 de maio de 2015

Desafio 25 dias, 25 músicas #4

Uma música que me acalma
La vie en rose (ukulele cover)




A original é em francês, da Edith Piaf. A primeira vez que ouvi a versão americana foi também um cover com um ukulele, na série How I Met Your Mother. E fiquei, imediatamente, apaixonada!

quinta-feira, 7 de maio de 2015

Coisas que me intrigam...

Eu sei que me questiono sobre as coisas mais estapafúrdias. Ninguém iria querer conhecer os pensamentos que me ocorrem. Mas pergunto-me... quando vejo o carteiro à porta de um prédio, cujas caixas do correio são lá dentro, a tocar a todas as campainhas, se está sempre alguém em casa. Afinal, eles vêm em horário laboral. E se todos os moradores daquele prédio estiverem fora de casa à hora que eles lá passam, todos os dias? Quando é que aquela correspondência é entregue??

Sou uma heroína!

Na TV perguntaram: "Quem é o teu herói?"
Resposta do meu filho: "A minha mãe!"

Diz que eu sou uma super-mãe e o namorido um super-pai. Não é amoroso?

Desafio 25 dias, 25 músicas #3

Uma música que me lembre os meus pais
Susanna - Adriano Celentano


Uma música animada, que marcou uma passagem de ano em casa dos meus pais.

Ser mãe é isto

Andar sempre com o coração nas mãos. Lá tive que ir com o pequeno para o hospital. O pobrezinho tinha que herdar os meus problemas de saúde. Desde ontem à tarde que estava com tosse e cheio de pieira. Dei-lhe o xarope e hoje ficou comigo em casa, mas 24h volvidas e depois de uma luta para fazer aerossóis com soro fisiológico, não vi melhoras. E lá fomos nós rumo ao médico. Fez aerossóis com medicação e agora tem pela frente uma semana de xarope, spray nasal, aerossóis... e para a semana vai ao pediatra para ser reavaliado. Passamos a vida nisto!

quarta-feira, 6 de maio de 2015

Desafio 25 dias, 25 músicas #2

Uma música que me lembre um ex-namorado
The Reason - Hoobastank




Porque esta era a "nossa" música.

terça-feira, 5 de maio de 2015

Desafio 25 dias, 25 músicas #1

Uma música da minha infância
"Naquela linda manhã"



Esta música cantava-me a minha mãe muitas vezes quando era pequena. Entre outras, mas esta é aquela da qual me lembro melhor!

domingo, 3 de maio de 2015

Miminhos do Dia da Mãe

O meu filho é um fofinho! Ser mãe... é o melhor do mundo! Por muitas vezes que o digamos, nunca deixará de ser uma verdade absoluta. Não há nada como o mimo de um filho. Amo-te meu bebé grande!