terça-feira, 27 de junho de 2017

Séries viciantes #15 \\ Modern Family


Sinopse: A série foca-se nos relacionamentos entre uma família liderada por Jay Pritchett, que, após divorciar-se de Dede, mãe dos seus dois filhos, se casou com Gloria Delgado uma mulher colombiana mais nova e atraente, mãe do pré-adolescente Manny. O patriarca tem dificuldade em adaptar sua família à chegada de novas pessoas. Enquanto isso, Gloria lida com o machismo, a xenofobia e com a adolescência do filho, o atípico Manny. Enquanto Luke, Alex e Haley (filhos de Phil e Claire) se preocupam com questões típicas da juventude, Manny é um rapaz romântico, poético e intelectual. A filha de Jay, Claire Dunphy e o marido preocupam-se com o stress quotidiano, com a escola, o trabalho e a rebeldia; o filho Mitchell e o marido Cameron adoptaram uma bebé vietnamita, Lily, e vivem situações humorísticas diariamente. A série aborda diversos pontos das famílias actuais, como a homoafectividade, a adopção e o divórcio, bem como todos os temas relacionados com a adolescência e o crescimento, sempre com muito humor.

Opinião: Esta série podia ser apenas sobre o quotidiano da vida familiar. Mas é tão mais do que isso. Todos os actores estão de parabéns, porque as personagens são todas hilariantes. A interacção entre todos eles resulta maravilhosamente. As tiradas humorísticas, até da miúda, a Lily, fazem-me sempre rir. Aliás, já vi vários episódios repetidos e acho sempre graça! Até os que parecem mais contidos têm a sua graça. Adoro o Cam e o Phil. Se nunca viram, aconselho mesmo. É uma série gira, com piada, que não cansa. São episódios pequenos, de 20 minutos. Tem muito humor, mas, no fundo, mostra-nos o quão valiosa é a família, apesar de todos os contratempos e discussões. 

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Glúteos Brasil


Hoje, a academia onde ando lançou uma modalidade a que elas chamam Glúteos Brasil, que eu julgo também ser chamado G.A.P. (glúteos, abs e pernas). Anyway, seja qual for o nome, só vos tenho a dizer que aquilo é absoluta tortura. Sim, sim, é divertido e tal, que é. Mas uma pessoa não aguenta! Tanto agachamento, lunge, abdominal. É, de facto, o ideal para quem quer trabalhar o bumbum e as coxas, porque haja perna para aquilo! Fiz esta aula depois de uma aula de zumba e ainda queria fazer o body combat, mas já não me senti capaz, de tão tremeliques que saí de lá. Estou que não me tenho nas pernas!

domingo, 25 de junho de 2017

Odeio provadores


Primeiro, sou um bocado claustrofóbica, pelo que me sinto comprimida nos provadores. Mas, principalmente, todo aquele veste e despe... tira-me do sério. Odeio, sinto-me sempre mal amanhada quando volto a vestir-me, fico cheia de calor, transpirada, a bufar por todo o lado, nunca consigo colocar a roupa nos cabides como estava... enfim! Acabo a sair de lá toda desgrenhada, esbaforida e com a roupa fora dos cabides ou lá pendurada de qualquer maneira. Hoje, teve que ser. Precisei comprar umas peças e eu detesto comprar roupa sem experimentar e ver como fica. Obviamente acabou como de todas as outras vezes: comigo a odiar mais um bocadinho os provadores desta vida.

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Sugestões em Monte Gordo


Há 10 anos que trabalho e nunca tive férias. Não propriamente. Estive desempregada várias vezes, isso sim. Só comecei a ter férias no trabalho há dois anos. E, ainda assim, nunca fui para lado nenhum nesse tempo de folga. Nem nunca consegui conciliar as minhas férias com o tempo em que o B. estava em casa ou quando ele estava (desempregado), não havia dinheiro para viagens. Este ano, vai ser o primeiro que vamos para qualquer lado. Sim, é em Portugal e sim, é com os meus pais. Mas são férias. Vamos com o meu pequeno mais-que-tudo também. Incrivelmente, nunca consigo passar férias em parte alguma com o meu filho. Portanto, mais uma semaninha de trabalho (tortura!) e tenho uma semana de férias. Vamos para Monte Gordo. Portanto... sugestões? Aceita-se tudo. Restaurantes, bares, praias, sítios que achem que vale a pena visitar. Vamos lá, quero saber tudo o que recomendam.

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Em Modo Saudosista #12

Dragon Ball

Gostava tanto disto. Não consigo, na verdade, entender muito bem porquê. São uns bonecos um bocado parvos, mas que eu era viciada, era. Os desenhos animados agora são todos fofos e queridinhos, mas os da minha infância trazem-me saudades!

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Já??


Oh, por favor. Hoje vi algures online que a Sarah Michelle Gellar, também conhecida como Buffy, a caçadora de vampiros, já tem 40 anos. A sério? Não... Faz-me sentir velha! Sim, obviamente, sei que o tempo passa. E sempre tive noção que ela era mais velha que eu, portanto, estando eu à porta dos 30, isto não é, propriamente, uma surpresa. Mas é a realização de que, porra, o tempo passa sem darmos conta para onde foi!

terça-feira, 20 de junho de 2017

Tão mãe...

O marido e o filho andam a jogar à bola e aos pinotes pela casa (maioritariamente no hall de entrada, com acesso a todas as portas das várias divisões). Levantei-me para atravessar o campo de jogo deles e os meus olhos dispararam para todos os potenciais alvos: os óculos do B. em cima da mesa da cozinha, as molduras nos móveis do hall, o balde com a esfregona ainda cheio de água e detergente no canto, as portas dos dois WC's abertas, mesmo a pedir para acertar com a bola dentro de uma sanita (nenhuma das quais tem tampa neste momento). Eles divertem-se sem preocupações e eu só vejo os acidentes à espera de acontecer. Tive que os alertar, mas sinto-me tão mãe, tão adulta que já não sou capaz de ver só a parte divertida da coisa. É oficial: estou a ficar velha! Ahah!